quinta-feira, 9 de abril de 2015

Filme: Batman

ALOU, vocês ae!

Então: mimimi to uma moça responsável blá blá blá tô com pouco tempo e a leitura tá atrasada, etc e tal.

Tá, não é bem assim, até que ando lendo num ritmo bem bom. Só que eu to lendo The Pillars of the Earth ("Os Pilares da Terra", vocês já devem ter visto ele em uma edição toda chique de capa dura em livrarias por aí), que tem tipo NOVECENTAS FUCKING PÁGINAS e é escrito de um jeito beeeeeem detalhista e com calma. Tá levando tempo, tem que ir lendo e digerindo aos poucos, mas tá bem legal até agora! :D

Então, até eu acabar o livro gigantesco da vida, vai demorar pra ter post sobre livros.

SÓ QUE eu resolvi falar de filmes aqui também (não todos, porque tem uns que dá preguiça comentar ou vontade de esquecer), e a Páscoa me abasteceu.

Hoje é sobre um clááássico do cinema quadrinístico nerd tim burtoniano: 





BATMAN, claro. 

Confesso que a vontade de rever e relembrar o filme (que tinha sumido da minha cabeça) foi todo culpa do Michael Keaton em Birdman

E Birdman ficou um filme ainda mais foda agora hahahahaha

Batman é um filme fantástico do ponto de vista de filmes, quadrinhos, fantasia e Tim Burton. Tem uns planos que fazem a gente lembrar do cinema antigão, uns efeitos especiais que pra geração anos-depois-do-bug-do-milênio devem ser hilários e que qualquer filme atual da Marvel (chega logo, 23 de abril *.*) humilha mas que quem assistiu o filme na época deve ter achado lindos, e que ver hoje em dia deixa a gente saudosista. E cara, umas soluções tão criativas pras limitações tecnológicas da época que qualquer filme ruim hoje em dia vai parecer incompetente se a gente comparar. 

Um filme muito bem feito!

Mas claro, não acho que seja legal comparar com filmes de heróis atuais, não só pela questão dos efeitos mas também pela abordagem. É um filme do Tim Burton com trilha sonora do Danny Elfman, ou seja, beeeem fantasia. O clima é todo assim, bem fantástico, bem colorido, bem teatral, com direito a fumacinhas de mistério em volta do Batman com asas abertas em modo poser!

Quanto ao Michael Keaton: cara, você é péssimo, mas como é o Birdman ficou engraçado hahahaha APOSTO que só foi escolhido porque faz biquinho com a boca, o que dá um efeito quando tá de máscara! hahahaha 

Pra mim ele não fez cara de nada, nem de garoto traumatizado, nem de justiceiro raivoso... não passou conflito algum. A Kim Basinger passou mais sensações que todo mundo lá.

Quanto ao Coringa: Jack Nicholson é Jack Nicholson, né, é sempre genial. Cumpriu super bem a função, sem dúvida. Mas na minha cabeça o Coringa mesmo sempre será o Heath Ledger :(


É válido ver o filme? CLARO QUE É! Tanto como entretenimento como momento de nostalgia e apreciação a um filme do Tim Burton extremamente bem feita!